Ano novo, casa nova // A cozinha dos meus sonhos

Ano novo, casa nova // A cozinha dos meus sonhos






Sou daquelas que adora cozinhar, desde sempre. Comecei com 8 anos e nunca mais parei.

Quando recebo alguém em casa faço questão de ser sempre eu a cozinhar e no Natal fiz praticamente todos os doces. Acho que cozinhar é uma maneira de mostrar amor e enquanto estou concentrada naquilo sinto-me relaxada.

Para quem gosta de cozinhar, uma cozinha funcional é um desejo constante. Queremos ter espaço, e um espaço agradável para darmos largas à imaginação. Ora, na casa antiga a minha cozinha tinha pouco mais de 2 metros de largura, sendo uma kitchenette. Entre fogão e lava-loiça, pouco sobrava de bancada e o caos instalava-se até quando só queria fazer uns ovos mexidos.

Quando começámos a decidir as coisas para a casa nova ficou claro que queríamos uma cozinha mais funcional, com mais espaço mas que não fosse limitada a uma só função. E foi assim que nasceu a nossa cozinha atual.

Esta cozinha está dividida em três zonas: a zona da bancada tem o lava-loiça, a Bimby que por vezes vai para a ilha, o cantinho do café com a nossa Nespresso Prodigio que através de uma aplicação tira café sozinha e o cantinho do Martim que dá uso à chaleira da SMEG; a zona da despensa tem três armários em escadinha onde metemos a arrumação de detergentes e material de limpeza da casa, o termoacumulador, as máquinas de lavar roupa e secar e a arrumação dos alimentos; e a zona da ilha que connecta a cozinha e a sala onde temos a placa de indução, bancada mais que suficiente para trabalhar (e com as placas de proteção, que se colocam por cima da placa de indução para evitar riscos, fico com a ilha TODA disponível) e uma parte de bancada que juntamente com as cadeiras altas serve de zona de refeições.

Todos os armários e bancadas desta cozinha são do IKEA, mas como acontece frequentemente foi preciso algum corte e costura para conseguir encaixar tudo como queríamos. A cozinha não tinha medidas standard, nem pouco mais ou menos, o que exigiu trabalho de carpintaria. Não contratámos nenhum dos serviços do IKEA, nem o de medições nem o de entrega ou montagem, infelizmente não temos ouvido boas coisas sobre estes serviços. Decidimos carregar nós a cozinha, com uma carrinha, e pedir à empresa que nos fez as obras para ajudar a montar e a fazer os ajustes necessários.

A verdade é que o resultado final ficou UM ESPETÁCULO! Melhor do que eu alguma vez podia ter imaginado. A casa está situada numa das zonas históricas de Lisboa e quisemos trazer um pouco dessa vertente mais rústica para dentro de casa, por isso utilizámos estes puxadores e o colocámos este tipo de chão, que juntamente com os móveis brancos e a bancada em madeira fizeram a combinação perfeita entre o moderno e o rústico.

Que é que posso dizer mais? Tem sido maravilhoso dar uso à cozinha, até o Zé que nunca foi grande cozinheiro agora adora estar atrás do balcão e diz que isto parece uma cozinha para programas de televisão. Eu cá gosto mesmo é de ter muito espaço, espaço para trabalhar e espaço para arrumar que com tanto armário e gaveta dá para ter tudo bem arrumadinho.

 

No próximo post falo-vos da casa de banho, que é outra das minhas partes favoritas da casa! ♥

Follow:

4 Comments

  1. Sandra
    19 January 2018 / 16:21

    Adorei o resultado final. Parabéns e bons conzinhados Maria❤️

  2. 19 January 2018 / 17:25

    Adorei a cozinha…ficou linda! E o mais importante é que seja mesmo funcional para a vossa família 🙂
    Muitas felicidades… 🙂
    Beijinhos

  3. 20 January 2018 / 10:17

    Ficou absolutamente fantástica! Até o chão é lindo. Parabéns e bon cozinhados 😚

  4. 20 January 2018 / 11:35

    Adorei a cozinha, Maria! Esse chão lindo definitivamente dá um toque especial ao espaço. Concordo contigo quando dizes que quem gosta de cozinhar sente necessidade de uma cozinha funcional e ampla, cá em casa passa-se o mesmo por isso ter uma cozinha na qual me sentisse bem também foi crucial na mudança da casa. Desejo-vos muitas felicidades a vocês os 3 na casa nova! 😀