Oh Martim #4

Oh Martim #4

oh martim natal 2017
oh martim natal 2017 2

Quando o Martim nasceu prometi a mim mesma que escreveria por aqui uma vez por mês, durante pelo menos o primeiro ano, com o resumo do mês que tinha passado. Não apenas para vos manter atualizadas sobre esta nova fase da minha vida – e que fase! – mas também para que um dia mais tarde pudesse ler e reviver toda esta aventura.

Este foi o primeiro mês em que não tinha o texto pronto no dia em que o Martim fez 4 meses, porque isto cá por casa anda a loucura. Mudar de casa já é todo um processo demorado, cansativo e desgastante. Mas mudar de casa com um bebé com menos de 4 meses é a verdadeira loucura. Nunca me senti tão impotente e inútil na vida.

Para ajudar à festa, o Martim começa a ter cada vez mais entendimento por isso já não gosta de estar sozinho numa divisão, o que tornou tudo ainda mais complicado. Andou rabugento, choroso, coisa que ele nunca foi. E eu a querer empacotar, e limpar e desempacotar do outro lado. Escusado será dizer que ainda há mil e uma coisas por arrumar, não deu para fazer como nas outras vezes em que praticamente fiz direta a arrumar tudo.

Mas da mesma forma que tem mais entendimento para já querer a nossa atenção, está também muito mais reativo e comunicativo. Faz muitos sons, ri-se, já brinca muito, finalmente já levanta super bem a cabeça quando deitado de bruços, e com a almofada de amamentação e outras almofadas à volta, já fica sentado. E música? O quanto este miúdo adora música. Seja rádio, dos brinquedos ou o pai a tocar para ele.

O bolsado diminuiu um pouco mas em compensação aumentou drasticamente a baba. Acho mesmo que não tarda vem um dente a caminho, porque ele já tem períodos em que fica muito irritado e enfia a mão toda na boca a coçar as gengivas. Já tenho dois brinquedos próprios para ele coçar as gengivas mas como ainda não tem grande coordenação motora, não tem ainda a tendência de levar tudo o que tem na mão à boca.

Na consulta de pediatra falámos sobre iniciar a alimentação para além do leite, porque como fez 4 meses no dia de Natal queria tornar este Natal ainda mais especial e dar-lhe a primeira sopa. Mas a pediatra disse que ela aconselha sempre a começar pelas papas, então no dia de Natal lá fiz eu a primeira papa do Martim. Sim, se puder vou preferir fazer sempre eu a papa no lugar de comprar das de pacote, mas isso fica para outro post.

Este também foi o mês em que passei um dia inteiro sem ele, fui fazer um mini-curso de costura durante um dia. Acho que custou menos por saber que ele estava com o pai, mas mesmo assim estava morta de saudades quando cheguei a casa. A minha licença entretanto também já terminou, mas como não me renovaram o contrato ainda não regressei ao trabalho. E entretanto o Zé tirou o mês dele de licença e este mês de janeiro vai ser bom estarmos todos juntos de novo.

Na casa nova o Martim já tem o seu próprio quarto, mas ainda só lá dormiu uma noite. Não que tenha corrido mal, nada disso, dormiu tão bem como dorme no berço Next2Me no nosso quarto. Mas achámos que o quarto ainda cheirava um bocado a tinta por isso não quisemos arriscar, e entretanto transformou-se no depósito e todas as caixas e sacos por arrumar o que significa que até 2018 ainda continua no quarto dos papás, ehehe.

 

 

 

 

Acho que este mês foi isto. Não houve grandes novidades a não ser ter começado as papas, e também descobri que lhe tirei pouquíssimas fotografias dada a falta de tempo. No próximo mês teremos mais coisas para contar, até porque entretanto vai ter um quarto super giro para vos mostrar!

Antes de ir quero só deixar um agradecimento gigante à Inês da marca Janela de Sonhos que ofereceu coisinhas lindas e maravilhosas para o Martim usar no Natal e ao De Mãe Para Mãe que depois de saber que adorámos as fraldas Nunex nos enviou um pack mensal como prenda de Natal ♥

Follow: